Idoso se nega a vender fiado e é agredido com bloco de concreto no ES

Um idoso, de 73 anos, foi agredido com um bloco de concreto na cabeça, e segundo parentes da vítima, a agressão teria acontecido depois dela se negar a vender fiado para um vizinho, na região de Vila Betânia, em Viana.
O caso aconteceu na quinta-feira (02). A homem foi identificado como Wilson dos Santos e é proprietário do bar onde tudo aconteceu. Devido aos ferimentos, ele precisou ser levado ao hospital.

“Ele veio, pediu um cigarro fiado e meu pai falou que não ia vender e que não queria ele na propriedade dele. Meu pai achou que ele tivesse ido embora tranquilo. De repente, ele voltou gritando ‘eu vou te matar’ e lançou uma pedra de concreto. Quando eu cheguei de táxi, o motorista falou que tinha um senhor ensanguentado com uma pedra. Olhei e vi que era meu pai. Entrei em desespero. Quando entrei no estabelecimento, vi o agressor com outra pedra. Se eu não tivesse chegado, ele tinha matado meu pai” relatou a filha da vítima. 

De acordo com a filha da vítima, ao chegar no local do crime, o pai estava com muito medo, mas ainda consciente. Eles aguardaram por socorro que acabou sendo feito pelos próprios policiais militares que atenderam a ocorrência.
“Meu pai estava sentado com um corte bem profundo, precisou dar uns 20 pontos. E ali com medo, coagido. Tinha uma pedra de concreto muito grande”, contou.
O bloco de concreto usado na agressão foi levado pela polícia. Na manhã desta sexta-feira (03), o idoso já estava em casa, depois de ficar algumas horas em observação no pronto atendimento de Arlindo Vilaschi, no município.
O homem apontado por testemunhas como agressor seria vizinho do idoso. A equipe de reportagem o encontrou saindo de casa, mas ele não quis se pronunciar sobre o ocorrido.
As informações que foram passadas pelos vizinhos é de que o suspeito foi levado pelos policiais militares para uma delegacia e liberado durante a madrugada. A filha do idoso deseja que o homem se responsabilize pelo que causou.
“Eu queria que tivesse ficado na cadeia, porque lugar de gente inconsequente é na cadeia e não na sociedade”, reforçou a filha da vítima.
A Polícia Civil informou que o suspeito foi levado à Delegacia Regional de Cariacica e assinou um termo de lesão corporal, mas que já foi liberado para responder em liberdade. De acordo com a Secretaria de Justiça (Sejus), o suspeito tem passagens anteriores relacionadas à lesão corporal e à drogas.

Redação Folha Vitória
COMPARTILHAR

Warning: A non-numeric value encountered in /home3/reporterbarra/public_html/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 1008