Ação conjunta da Polícia Civil com Polícia Rodoviária Federal soluciona seis casos de roubo de caixas eletrônicos na Grande Vitória

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Delegacia Especializada de Roubo a Bancos (DRB), com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), identificou um grupo criminoso responsável por seis roubos a caixas eletrônicos instalados em postos de combustíveis e outros estabelecimentos, em diversos municípios da Grande Vitória.

O primeiro crime atribuído ao grupo ocorreu em agosto de 2020, e, o mais recente, em junho de 2021. Dois dos investigados se encontram presos. Os detalhes sobre a investigação foram divulgados em uma entrevista coletiva realizada, nessa quinta-feira (04), na Chefatura da Polícia Civil, em Vitória.

“Foi um trabalho muito importante de desarticular essa organização criminosa que vinha dando um prejuízo muito grande para supermercados, postos de gasolina e bancos, assim como para as pessoas que lá trabalham, que corriam riscos de sofrer agressões por parte deles”, destacou o delegado-geral da Polícia Civil, José Darcy Arruda.

A Delegacia Especializada de Roubo a Bancos deu início à investigação logo após o primeiro fato e, à medida que novos casos iam chegando ao conhecimento da unidade, as informações eram cruzadas, levando ao mesmo grupo criminoso, vindo de fora do Estado.

“Estas ações causaram grande prejuízo a diversos comerciantes, além de ferirem a integridade física das pessoas que estavam no local, como no caso de um vigilante que teve de ser hospitalizado. Iremos continuar com as investigações e esperamos poder prender o suspeito que está foragido em breve”, enfatizou o titular da Delegacia Especializada de Roubo a Bancos (DRB), delegado Gabriel Monteiro.

Para rastrear os suspeitos, a investigação contou com o apoio da PRF. “Nossas equipes estão empenhadas, trabalhando diuturnamente e repassando informações para a Polícia Civil. Nosso objetivo é que estas ações criminosas não tenham respaldo no Estado e sejam devidamente combatidas, trazendo um resultado positivo para a sociedade”, ressaltou o chefe do Núcleo de Policiamento e Fiscalização da Del02 da PRF, o inspetor Giuliano Santos.

Dos cinco suspeitos, dois estão presos e respondem pelos crimes de roubo majorado e associação criminosa. O terceiro suspeito tem mandado de prisão em aberto e está foragido. A Polícia Civil representou pela prisão do quarto suspeito, o que ainda está em apreciação no Poder Judiciário, e prossegue com as investigações para identificar o quinto suspeito.

Sobre os crimes

Em 2020, teve início uma série de roubos a caixas eletrônicos na Grande Vitória. Ao todo, foram seis assaltos efetuados em estabelecimentos, como postos de combustíveis, comércios e supermercados. Os crimes foram cometidos por uma associação criminosa com cinco integrantes, que agiam de forma ordenada.

Um dos indivíduos tinha a atribuição de fazer levantamentos e observar a rotina dos estabelecimentos, ação que durava cerca de dois ou três meses. Em um dos casos, o suspeito chegou a ameaçar a família de um funcionário do estabelecimento que estava observando.

Os outros entravam em ação no dia do roubo: dois deles rendiam os vigilantes, sempre armados e de forma agressiva, enquanto os outros dois entravam no estabelecimento e arrombavam o caixa eletrônico. Um dos suspeitos, que é de fora do Estado, era especialista em cortar o caixa eletrônico, facilitando o roubo.

A maioria dos crimes aconteceu em madrugadas de segundas-feiras e os suspeitos eram violentos. Para dificultar as investigações, os suspeitos tomavam todas as medidas possíveis: utilizavam bonés e máscaras durante as ações, subtraíam equipamentos de videomonitoramento dos estabelecimentos e estacionavam o veículo de fuga a quatro ou cinco quarteirões de distância do local do crime.

Texto: Assessoria de Comunicação SESP

COMPARTILHAR

Warning: A non-numeric value encountered in /home3/reporterbarra/public_html/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 1008