Início Brasil Destaque Sargento da PM morre com suspeita de febre maculosa após participar de...

Sargento da PM morre com suspeita de febre maculosa após participar de curso da corporação

Policial atuava como instrutor do Curso de Operações de Polícia de Choque, que foi suspenso após a confirmação da morte do militar pela doença

Sargento Da Silva morreu de febre maculosa após participar de curso da PMReprodução/Arquivo Pessoal

Mais artigos de O Dia
O Dia
Rio – Um sargento da Polícia Militar, identificado como Da Silva, morreu na última semana com suspeita de febre maculosa, doença transmitida por picada de carrapato, após participar de um curso de especialização da corporação.
Segundo informações do G1, o policial atuava como instrutor do Curso de Operações de Polícia de Choque (COPC), que foi suspenso após a morte do militar. O sargento possivelmente foi contaminado pela doença durante uma “etapa de mata” da instrução, que é a mais longa do COPC. Outro PM também teria sido diagnosticado com sintomas da doença e estaria internado em estado grave.
A PM informou que os exames complementares estão sendo realizados pelo Hospital da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), onde o militar estava internado quando faleceu, e que outros militares que participavam do curso estão sendo acompanhados pelo Ambulatório de Febre da Fiocruz.
Continua após a publicidade
O que é a Febre Maculosa?
De acordo com o Ministério da Saúde, a febre maculosa é uma doença infecciosa, febril aguda e de gravidade variável, causada por uma bactéria do gênero Rickettsia, transmitida pela picada do carrapato.
No Brasil, duas espécies de riquétsias estão associadas a quadros clínicos da febre maculosa, são elas a Rickettsia rickettsii, que produz a doença grave registrada no norte do estado do Paraná e nos Estados da Região Sudeste, e Rickettsia sp. cepa Mata Atlântica, que tem sido registrada em ambientes de Mata Atlântica, produzindo quadros clínicos menos graves.
Continua após a publicidade
A transmissão da febre maculosa, em seres humanos, acontece por meio da picada do carrapato infectado pela bactéria causadora da doença. Os carrapatos permanecem infectados durante toda a vida, em geral de 18 a 36 meses. Ao picar e se alimentar do sangue, o carrapato transmite a bactéria por meio da saliva.
Principais sintomas da febre maculosa:
– Febre acima de 39ºC e calafrios, de início súbito;
– Dor de cabeça intensa;
– Náuseas e vômitos;
– Diarreia e dor abdominal;
– Dor muscular constante;
– Inchaço e vermelhidão nas palmas das mãos e sola dos pés;
– Gangrena nos dedos e orelhas;
– Paralisia dos membros que inicia nas pernas e vai subindo até os pulmões causando paragem respiratória.
COMPARTILHAR

Warning: A non-numeric value encountered in /home3/reporterbarra/public_html/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 1008