Farias denuncia burocracia no atendimento do SAMU 192

Ao se referir aos setores de saúde do município, o vereador Sargento Farias, na última sessão legislativa de quinta-feira 09, parabenizou o prefeito Enivaldo dos Anjos, pela aquisição de ambulâncias a serem direcionadas para atendimento da população, ao mesmo tempo que denunciou o sistema de funcionamento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192), que tem como objetivo chegar precocemente à vítima após ter ocorrido alguma situação de urgência ou emergência que possa levar a sofrimento, a sequelas ou mesmo à morte.

Segundo ele a situação se complica já que a burocracia de atendimento, tem dispensado tempo precioso para salvar vidas e amenizar sofrimentos. Farias disse que a comunicação com mo SAMU via 192, nem sempre tem sido a contento, já que algumas ligações em sua maioria, são direcionadas ao 190 e assim sobrecarregando o dispositivo que precisa acionar outras alternativas, já que o número 190 tem outra finalidade.

O parlamentar ainda exaltou a atuação dos policiais bombeiros que tem prestado um serviço de qualidade ao cidadão. Disse ainda que a Câmara precisava sentar-se com o prefeito Enivaldo dos Anjos, para resolver esta questão junto com os outros prefeitos da região. Sugeriu que a região noroeste tenha uma central de atendimento ao cidadão, agilizando assim as práticas de atendimento, evitando gastar tempo precioso em burocracia de análise do paciente e de quem fez o contato com a unidade.

“A gente liga 192 e “cai” lá em Vitória causando transtorno para a comunidade. Temos de regionalizar esse sistema porque quem mora aqui conhece a demanda e seus detalhes, porque conhece a região local”, justificou detalhando que alguns casos se toma tanto tempo explicando os motivos da ligação que “cai” em Vitória, que o paciente que gerou a demanda pode ir até a óbito, dependendo da emergencia”, destacou Farias.

Nesse sentido ainda afirmou que o chefe do executivo municipal, precisa entrar em contato com as operadoras de aparelhos celulares, já que é difícil o cidadão acionar o 192, cuja ligação impreterivelmente acaba sendo direcionada para o 190 da Polícia Militar.

 

 

ASCOMCMBSF

COMPARTILHAR

Warning: A non-numeric value encountered in /home3/reporterbarra/public_html/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 1008