R$ 126 milhões para tratamento de esgoto e resíduos sólidos e nenhum centavo para aqui

Apesar da atuação abranger os quatro municípios do lado capixaba da bacia: Colatina, Linhares, Marilândia e Baixo Guandu, nenhum centavo foi alocado para municípios mais ao noroeste do ES, como no caso o de Barra de São Francisco, onde a Cesan não investe para solucionar impasses como o do chamado “pinicão”. O Bandes é o agente financeiro contratado pela Fundação para acompanhamento das atividades e aplicação dos recursos relacionados aos projetos e obras de esgotamento sanitário e destinação dos resíduos sólidos que são realizados em conjunto.

Um exemplo claro disso, está na construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), no bairro Barbados, em Colatina, teve suas obras concluídas. O projeto de saneamento, que beneficiará mais de 125 mil habitantes, teve parte de seus recursos, R$ 2,26 milhões, custeados pelo Fundo Renova Saneamento.

O projeto foi contemplado pelo Fundo, por meio do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes). O repasse, feito em 11 parcelas, visa a garantir a efetiva aplicação dos recursos nas obras de esgotamento sanitário.

Na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), as águas residuais que retornam de casas, empresas e indústrias do município passarão por processos de tratamento antes de retornar ao meio ambiente. A expectativa com o serviço em funcionamento é proporcionar um impacto ambiental positivo para a bacia, com redução da carga poluidora, fundamental para a revitalização do rio Doce.

Medidas compensatórias do Rio Doce

O valor e as obras fazem parte das medidas compensatórias que a Fundação Renova, responsável pela recuperação dos impactos do rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, em Minas Gerais, se comprometeu a conduzir.

Os recursos totalizam aproximadamente R$ 126 milhões para projetos e obras de saneamento de esgoto e destinação adequada de resíduos sólidos, que englobam recursos destinados ao Consórcio Público para o Tratamento e Destinação Final Adequada de Resíduos Sólidos da Região Doce Oeste do Estado do Espírito Santo (Condoeste) pela Fundação Renova, por meio do Bandes.

 

COMPARTILHAR

Warning: A non-numeric value encountered in /home3/reporterbarra/public_html/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 1008