Real Noroeste vence Rio Branco VN nos pênaltis e conquista o título inédito

Por duas vezes recentemente o time do Real quase se sagrou campeão, mas agora, os merengues capixabas puseram fim à incômoda escrita e ergueram o troféu

Assim como na última temporada, o Capixabão tem um campeão inédito! Após novo empate no tempo normal, agora no estádio Olímpio Perim, em Venda Nova do Imigrante, o Real Noroeste venceu nos pênaltis o Rio Branco VN e conquistou o título estadual pela primeira vez na história.

Depois de bater na trave duas vezes recentemente, em 2018 e 2019, os merengues capixabas puseram fim à incômoda escrita e ergueram o troféu do Campeonato Capixaba.

O JOGO

A grande decisã começou equilibrada, com o Real Noroeste até chegando no gol de Giovani Perim, mas sem colocar o goleiro para trabalhar. A partir dos 15 minutos, no entanto, o Brancão polenteiro começou a blitz e colocou o time de Duzinho dos Reis entre as cordas.

As principais oportunidades dos donos da casa saíram principalmente nas bolas paradas, em uma delas Teco acertou o travessão dos merengues. Até que aos 37 minutos, em uma cobrança de falta venenosa do atacante na área, Gustavo Tonoli de casquinha desviou a bola para o fundo do gol e abriu o placar na decisão.

Logo na volta da etapa final, o Brancão por pouco não ampliou. Teco, grande nome do time da casa, fez linda jogada pela direita e colocou na cabeça de Stenio Garcia, que acertou o travessão de Waldson pela segunda vez na partida.

A partir daí, o jogo ficou aberto, mas as equipes não conseguiam criar grandes chances de gol. Até que aos 19 minutos, Jarles Baiano avançou livre pela direita, fez o cruzamento rasteiro e Douglas, que chegou para cortar, encobriu Giovani Perim marcando o gol contra.

A partida foi paralisada na sequência para a hidratação dos dois times. Na volta, o técnico Antônio Carlos Roy reclamou efusivamente e foi expulso pela arbitragem. Depois da confusão no gramado, a partida se encaminhou para o empate. Nas duas últimas investidas mais perigosas do Brancão polenteiro, Teco cobrou falta pela linha de fundo, enquanto Gustavo Tonoli cabeceou pela linha de fundo.

Nas penalidades máximas, a emoção foi ainda maior. Logo na primeira cobrança do Real Noroeste, Jarles Baiano chutou pra fora e deixou o time da casa em vantagem. No entanto, Leomir também desperdiçou sua cobrança na quinta batida da série, terceira do Brancão polenteiro.

Em seguida os jogadores das duas equipes converteram todas as penalidades e parecia que o Capixabão não seria decidido tão cedo. Mas na décima sétima cobrança, a oitava do time da casa, Canário bateu mal e Waldson fez grande defesa. No pênalti decisivo, o lateral Aílton bateu no meio do gol e marcou o gol do título inédito dos merengues capixabas!

SÉRIE D 2022

Com o título estadual, o Real Noroeste está de volta ao Campeonato Brasileiro Série D. Após a participação na última temporada, por ter sido campeão da Copa Espírito Santo de 2019, os merengues garantiram a vaga para a competição por meio do estadual. Além da quarta divisão, o time de Águia Branca também terá vaga nas Copas Verde e do Brasil de 2022.

A competição nacional, inclusive é o principal foco do Brancão polenteiro para esta temporada. Depois de perder chance do bicampeonato estadual, o time se prepara para o próximo compromisso, que é justamente a estreia na Série D. A partida será contra a Patrocinense, fora de casa, no estádio Pedro Alves do Nascimento, em Patrocínio, Minas Gerais.

 

COMPARTILHAR

Warning: A non-numeric value encountered in /home3/reporterbarra/public_html/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 1008