Início Brasil Destaque Nino desabafa após classificação do Fluminense: ‘Mandaram nossos jogadores trabalharem em obra’

Nino desabafa após classificação do Fluminense: ‘Mandaram nossos jogadores trabalharem em obra’

Jogador não gostou do que ouviu de algumas pessoas que estavam na arquibancada do Maracanã

 

Nino, zagueiro do Fluminense
Nino, zagueiro do FluminenseLucas Mercon
Rio – O zagueiro Nino fez um forte desabafo após a vitória do Fluminense por 3 a 1, sobre a Portuguesa, no Maracanã, que garantiu ao Tricolor vaga na final do Campeonato Carioca. Na saída de campo, ele revelou que algumas pessoas que estavam na arquibancada do Maracanã chegaram a gritar para atletas do Fluminense que eles deveriam trabalhar em uma obra.

Fluminense bate a Portuguesa e vai à final do Carioca

Tricolor venceu a equipe da Ilha do Governador por 3 a 1 e irá encarar o Flamengo na decisão

Fluminense x Portuguesa: Kayky e Gabriel Teixeira comemoram gol tricolor
Fluminense x Portuguesa: Kayky e Gabriel Teixeira comemoram gol tricolorLUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C
Por O Dia
Rio – O Fluminense venceu a Portuguesa por 3 a 1, na tarde deste domingo, no Maracanã, e carimbou sua vaga na final do Campeonato Carioca contra o Flamengo. O time tricolor contou com uma grande atuação dos jovens revelados em Xerém. Yago Felipe, Gabriel Teixeira e Kayky marcaram para os donos da casa, enquanto Chay, de pênalti, fez o único gol da equipe da Ilha do Governador.
O primeiro tempo começou com o Fluminense ficando menos com a bola, mas buscando ser efetivo sempre que chegava ao campo de ataque. Logo nos primeiros minutos, o trio de ataque formado Biel, Ganso e Abel Hernández mostrou que, quando a equipe conseguia trocar passes, levaria perigo ao gol adversário. Já a Portuguesa, apesar de ter mais posse, encontrou dificuldades no setor ofensivo e chegou com perigo arriscando de longe com Muniz, mas esbarrou na bela defesa de Marcos Felipe.
Publicidade

O gol que inaugurou o placar saiu aos 21 minutos. E que gol. Yago Felipe fez boa tabelinha com Ganso na altura da meia-lua e bateu colocado, de chapa, no ângulo para marcar um golaço. A bola ainda tocou na trave antes de morrer no fundo das redes do goleiro Neguete.
Após inaugurar o marcador, o Fluminense se animou e saiu em busca do segundo. O Tricolor teve algumas chances, principalmente com Abel Hernández, mas foi a Portuguesa quem marcou. Após o árbitro Bruno Arleu de Araújo marcar falta polêmica de Martinelli no meio-campo, a jogada seguiu e foi assinalado pênalti de Marcos Felipe em Jhulliam. O banco tricolor reclamou muito, mas não teve jeito. Chay foi para a cobrança e deixou tudo igual já no fim da primeira etapa.
A conversa no vestiário parece ter surtido efeito no time do Fluminense, que voltou com tudo para o segundo tempo. Logo aos sete minutos, Egídio quase marcou em cobrança de falta ao encobrir Neguete, mas a bola ficou na trave. Pouco depois, foi a hora dos garotos de Xerém entrarem em ação: Martinelli lançou Kayky, que entrou no intervalo no lugar de Cazares, o jovem invadiu a área e cruzou para Gabriel Teixeira colocar o Fluminense de volta à frente do placar.
Mesmo com a vantagem, o Tricolor não relaxou em busca do terceiro gol, que não demorou para sair. Martinelli voltou a aparecer bem, ganhou a bola na intermediária defensiva e lançou para Kayky. O jovem, que entrou com tudo na partida, ganhou na corrida de Diego Guerra e bateu entre as pernas de Neguete para ampliar. Com boa vantagem no placar, a equipe de Roger Machado apenas administrou o resultado para carimbar sua vaga na final.
Com a vitória, o Fluminense se classificou para enfrentar o Flamengo na decisão do Campeonato Carioca. O primeiro jogo acontecerá no próximo fim de semana, com data e hora a serem confirmados pela Ferj. Antes, o Tricolor muda a chave para a Libertadores e se prepara para enfrentar o Santa Fé, na próxima quarta, às 21h, no Maracanã.
Local: Maracanã
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo
FLUMINENSE: Marcos Felipe, Samuel Xavier, Nino, Manoel e Egídio; Yago Felipe (Wellington), Martinelli (Calegari) e Ganso (Lucca); Gabriel Teixeira, Cazares (Kayky) e Abel Hernández (Bobadilla). Técnico: Roger Machado.
Publicidade

PORTUGUESA: Neguete, Watson, Pedro Carrerete (Andrezinho), Diego Guerra e Luis Gustavo; Mauro Silva, Muniz e Cafú (Rafael Pernão); Romarinho (Patrick Valverde), Chay (Robert) e Jhulliam (Douglas Eskilo). Técnico: Felipe Surian.
Gols: Yago Felipe (21' do 1ºT), Gabriel Teixeira (10' do 2ºT) e Kayky (21' do 2ºT); Chay (42' do 1ºT)
Publicidade

Cartões amarelos: Yago Felipe, Bobadilla e Wellington; Luis Gustavo, Douglas Eskilo, Diego Guerra, Robert e Chay
COMPARTILHAR

Warning: A non-numeric value encountered in /home3/reporterbarra/public_html/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 1008