Capitão se casa aos 87 anos com noiva de 56 em Colatina

Diferença de idade não pesou na hora de dizer o sim entre capitão Cláudio e Rita

– Nilo Tardin

DDC News

  Obrigado capitão Cláudio e Rita por revelar que o amor não tem idade. Fotos: Carlinhos Marques Fotografias

Sempre haverá chance para o amor, a força incondicional capaz de mover o mundo em busca de  paz e da felicidade. Também exemplo que, de repente,  há tempo para tudo virar um conta de fadas.

Aos 87 anos, o capitão Cláudio Marques do Santos é a prova viva de que a idade não importa quando se resolve a ser feliz no casamento.

De traje de gala da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), o capitão Cláudio se casou com Rita de Cássia Passos, 56 anos na última terça-feira, 24 em Colatina, noroeste capixaba.

O casamento no Cartório Colatina por volta das 14h30, chamou a atenção, além de emocionar quem passava pela Rua Alexandre Calmon, centro da cidade.

A produção primorosa, buquê, dama de honra o belo vestido longo da radiante noiva Rita deram um ar de realeza a união. De acordo com um membro da família, eles se conheceram na igreja e decidiram se casar. A produção esmerada de Carlinhos Marques Fotografias registrou para sempre os momentos em que o encanto do amor é a fonte da beleza.

Com as restrições provocadas pela pandemia do coronavírus, a maioria dos  parentes, familiares do Rio de Janeiro e amigos acompanhou a cerimônia pela vidraça do cartório do lado de fora. A diferença de idade de 31 anos entre eles não pesou na hora de trocar alianças. Nem as fotos embaçadas pelo vidro, tirou o brilho do matrimônio no civil.

Obrigado capitão Cláudio e Rita por revelar que o amor não tem idade.  O festejo foi realizado numa igreja do bairro de São Vicente. O casal viaja em lua de mel essa semana.

COMPARTILHAR

Warning: A non-numeric value encountered in /home3/reporterbarra/public_html/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 1008