Fez encomendas da China recentemente? Se sim, fique alerta ao receber o pacote, pode ser que ele contenha sementes “misteriosas”. Recentemente, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) recebeu dezenas de denúncias, vindas de oito estados, acusando o recebimento de sementes não solicitadas com provável origem da China.

Os envios podem estar relacionados a uma fraude chamada “brushing”, que adultera as avaliações de produtos em sites de compra estilo “marketplace”.

Em sua conta oficial no Twitter, o Mapa diz:

“A importação de vegetais sem autorização pode introduzir pragas ou doenças que não existem ou estão erradicadas no país, além de causar prejuízos econômicos”.

O primeiro caso aconteceu na cidade de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, no dia oito de setembro deste ano.

Sementes “da China” chamam a atenção das autoridades

As sementes, que acompanham encomendas realizadas em sites internacionais de compra, estão sendo analisadas pelo Laboratório Oficial de Defesa Agropecuária de Goiânia (LFDA).

Segundo reportagem do “Jornal Nacional”, as análises tiveram início no dia 28.

“As próprias sementes podem ter sido tratadas com algum tipo de defensivo que seja nocivo à saúde da pessoa”, avisa André Brandão Alves, chefe da Divisão de Defesa Agropecuária/Mapa.

COMPARTILHAR