Programa AlimentarES é reconhecido como referência no Rio Grande do Sul

A experiência do Espírito Santo na elaboração e execução do programa AlimentarES foi reconhecida como referência pelo Grupo de Estudos e Pesquisas em Agricultura, Alimentação e Desenvolvimento (Gepad), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O Grupo convidou uma representante do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) para ministrar uma apresentação do Programa dentro do tema “Inovações em Políticas Alimentares”, uma das aulas no curso de inverno “Sistemas Alimentares Sustentáveis do Brasil”.

Responsável pela Gerência de Assistência Técnica e Extensão Rural (Gater) do Incaper e pela coordenação técnica do AlimentarES, a extensionista Jaqueline Sanz foi convidada pela professora doutora Cátia Grisa, na última quinta-feira (27), para apresentar o programa, ressaltando “a satisfação em ter o reconhecimento e poder dialogar com um público que produz conhecimento sobre um dos temas mais importantes na atualidade”.

“Poder entrar no rol de exemplos positivos em inovações de políticas alimentares brasileiras é a gratificação por um trabalho em conjunto, que mostra a força do estado do Espírito Santo no que diz respeito em construir soluções que integram o fortalecimento da agricultura familiar, a segurança alimentar e nutricional dos segmentos mais vulneráveis e uma grande campanha populacional sobre a importância da Educação Alimentar e Nutricional”, disse Jaqueline Sanz.

A experiência capixaba vai contribuir para fundamentar as discussões do curso, que termina em setembro. A capacitação, que teve mais de 300 inscritos, está sendo oferecida para pesquisadores, extensionistas, gestores e demais interessados no tema “Sistemas Alimentares Sustentáveis do Brasil”.

Foi solicitada também uma breve contextualização do Projeto Compra Direta de Alimentos (CDA), que é coordenado e operacionalizado pela Secretaria de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social do Espírito Santo (Setades). A professora Cátia Grisa conhecia o CDA, por meio de uma pesquisa realizada no Estado. “Ela ressaltou o projeto como uma excelente iniciativa e solicitou que o CDA também fosse apresentado ao público como mais uma experiência Espírito Santo”, destacou Jaqueline Sanz.

Sobre o AlimentarES

O Programa AlimentarES tem por objetivo disponibilizar alimentos saudáveis na mesa de quem precisa e, ao mesmo tempo, gerar renda para os agricultores de base familiar do Espírito Santo. Uma das metas do Programa é distribuir, até o fim do ano, 5.500 cestas verdes com alimentos saudáveis produzidos por agricultores familiares capixabas. As cestas verdes são complementares aos donativos distribuídos pelo Programa ES Solidário, contribuindo para a melhoria da qualidade nutricional das cestas já ofertadas.

Estruturada de forma intersetorial, a atuação do AlimentarES vai beneficiar as famílias contempladas com as cestas de alimentos e também os agricultores que atuarão como fornecedores. Além disso, o projeto visa a conscientizar os capixabas sobre a importância do consumo de alimentos saudáveis, evidenciando os valores nutricionais dos alimentos e seus benefícios à saúde.

O Programa AlimentarES envolve a articulação de diversas secretarias e órgãos do Governo do Estado, por meio da atuação direta da Vice-Governadoria, das Secretarias de Direitos Humanos (SEDH), da Saúde (Sesa), da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) e de Economia  e Planejamento (SEP); da Superintendência Estadual de Comunicação Social (Secom); do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper); das Centrais de Abastecimento do Espírito Santo (Ceasa); da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional (Secti); da Secretaria de Gestão e Recursos Humanos  (Seger); do Corpo de Bombeiros Militar; e da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), além da parceria do Centro Universitário Salesiano (Unisales), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

Sobre o Projeto CDA

O Projeto Compra Direta de Alimentos é operacionalizado pela Secretaria de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social do Espírito Santo (Setades). O CDA foi idealizado dentro da perspectiva do Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA) e do combate à pobreza. Consiste na aquisição de gêneros alimentícios da agricultura familiar e a doação simultânea dos produtos adquiridos à rede socioassistencial municipal, equipamentos e serviços públicos de Assistência Social, de Segurança Alimentar e Nutricional, de Justiça, de Segurança Pública e de Saúde.

“O Projeto tem também como premissa possibilitar o acesso a uma alimentação saudável e de qualidade, com vistas à promoção da prevenção de doenças, bem como oferecer uma nutrição adequada, que irá impactar diretamente no desenvolvimento físico, mental e emocional dos cidadãos e cidadãs, em especial de nossas crianças”, disse a secretária de Estado do Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social, Cyntia Grillo.

Texto: Juliana Esteves, Jaqueline Sanz e Samyra Lobino

COMPARTILHAR