Prefeitura de São Mateus é notificada pelo MP para fechar praias em Guriri

O Ministério Público do Espírito Santo (MPES) recomendou ao município de São Mateus a proibição da permanência de pessoas nas praias e também na faixa de areia do balneário de Guriri. A medida visa evitar a circulação na região durante o feriado prolongado de 11 a 14 de junho. A prefeitura tem o prazo de 48 horas para comunicar as medidas que serão adotadas na cidade.

O documento, emitido pela 2ª Promotoria de Justiça Cível de São Mateus,foi divulgado na última segunda-feira (8) e contempla diversas ações de combate ao novo coronavírus a serem adotadas pelo município. Segundo o MP, a notificação foi necessária considerando os números de casos confirmados da Covid-19 em todo o Espírito Santo, assim como os óbitos já contabilizados.

O órgão reforça ainda o cenário registrado em São Mateus, que já contabiliza 306 pacientes contaminados pelo vírus, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa).Só no balneário de Guriri foram confirmados 85 casos.

No dia 5 deste mês, o Ministério Público recebeu denúncias de “intensa movimentação de pessoas sem máscaras nas praias do Bairro de Guriri, bem como festas no interior de residências de luxo de turistas, ocasionando aglomeração e intensificando os riscos de contaminação”,reforça o documento.

Com a chegada do feriado, o órgão teme que o fluxo de turistas no balneário aumente e, por isso, orientou as medidas mais restritivas. Segundo a notificação, o município deve proibir a permanência de pessoas nas praias e também na faixa de areia.

Informações: A Gazeta

COMPARTILHAR