Witzel diz que vai começar no Rio ‘flexibilizar’ economia já na próxima semana

Governador afirmou que hospitais de campanha serão importantes neste processo de reabertura

Por O Dia

Wilson Witzel – Philippe Lima / Governo do estado
Saiba tudo sobre o novo coronavírus
Rio – O governador Wilson Witzel (PSC) disse que vai começar a flexibilizar a economia do estado a partir da próxima semana. A declaração aconteceu em um vídeo divulgado, na tarde desta quarta-feira (3), em que Witzel fala sobre sua decisão de romper o contrato com o Iabas e intervir nos hospitais de campanha.
“É muito importante que saibamos que, neste momento, os esforços que fizemos já reduziram sensivelmente a fila de espera para internação. Hospitais que já estão atendendo à covid-19 foram estadualizados com o apoio das prefeituras, o que vai nos permitir que já na próxima semana comecemos a flexibilizar a economia. Tenho certeza de que vamos vencer juntos”, disse o governador.
De acordo com Witzel, a decisão de romper com a Iabas aconteceu após a informação de que os 500 aparelhos que a organização social está comprando não são respiradores, mas carrinhos de anestesia, que não podem ser utilizados nas unidades de saúde.
“Não podemos continuar com erros, eles precisam ser corrigidos. A Fundação Estadual de Saúde assume para concluir as obras, operar o sistema e deixar um legado. Esses hospitais de campanha serão muito importantes para a reabertura da economia, para gerar empregos e, principalmente, para ajudar no futuro com cirurgias eletivas”, afirmou.
Witzel disse que pedirá à Justiça o bloqueio dos bens do Iabas para ressarcimento dos prejuízos ao Estado. Ainda de acordo com o governador, os que erraram neste processo e cometeram atos ilícitos já estão sendo investigados pela polícia e pelo Ministério Público com a colaboração do Governo do Estado. De acordo com o governador, os que tiverem responsabilidade devem ser severamente punidos.
COMPARTILHAR