Marcelo Santos abre mão de concorrer vaga de conselheiro por causa de Durão

A mesa diretora da Assembleia Legislativa do Espírito Santo publicou no Diário do Legislativo desta sexta-feira (15) a abertura do processo de escolha do novo conselheiro do Tribunal de Contas estadual (TCES). A eleição vai eleger quem preencherá a cadeira vaga após aposentadoria do conselheiro Valci Ferreira.

Segundo publicação os deputados, bancadas ou a própria mesa já podem realizar indicações dos nomes dos candidatos, deste às 12 horas desta sexta (15). O prazo se encerra às 12 horas do dia 18 de fevereiro – a próxima segunda-feira.

Entre os nomes cotados, o deputado Marcelo Santos (PDT) se antecipou em divulgar nota afirmando não ter interesse em concorrer. Segundo ele, não vai deixar o mandato para não correr o risco de ele ser ocupado por Luiz Durão, preso em janeiro acusado por estuprar uma menina de 17 anos.

“Comunico aos amigos e apoiadores que não entrarei na disputa pela vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Espírito Santo. Assim como ocorreu quando do honroso convite que recebi do governador Renato Casagrande para comandar a Secretaria de Esportes, mantive a coerência e tomei essa decisão para evitar que, caso escolhido, a Assembleia Legislativa se visse constrangida a empossar um suplente envolvido em grave denúncia de estupro. Essa decisão tem ainda o objetivo de contribuir para a manutenção e fortalecimento do ambiente de responsabilidade e harmonia que hoje cerca o relacionamento entre o Governo e o Legislativo estadual. Agradeço a todos os que estimularam e defenderam meu nome para tão honrosa função, e renovo meu compromisso de continuar trabalhando pelo bem-estar dos capixabas e pelo desenvolvimento econômico e social do nosso Espírito Santo. Aproveito para expressar meu apoio integral à indicação de Luiz Carlos Cicilotti à vaga em questão.”

 

COMPARTILHAR

Warning: A non-numeric value encountered in /home3/reporterbarra/public_html/wp-content/themes/Newspaper/includes/wp_booster/td_block.php on line 1008