Trânsito francisquense precisa reciclar

Apesar de campanhas educativas diversas por parte dos órgãos de trânsito do estado (Detran) e país (Denatran), em Barra de São Francisco nenhuma campanha no sentido de conscientizar o cidadão aconteceu nas últimas décadas. Neste sentido, é preciso orientar o motorista mas também o pedestre.

Veja os 10 maiores absurdos do trânsito local, segundo pesquisa feita pelo reporterbarra.com

  1. Sinalização via semáforo, para quem está trafegando no sentido Rua Sezino Fernandes de Jesus para a Capitão Lopes Tatagiba, ou vice versa, acaba tendo apenas cinco segundos para transpor a avenida Jones dos Santos Neves.
  2. Minúsculas rotatórias que não servem para nada já que não são respeitadas.
  3. Taxões como divisores de pistas na Prefeito Manoel Vilá, atrapalham o trânsito de veículos maiores que ultrapassam os mesmos, devido a estacionamento nas laterais.
  4. Pedestres “desfilam” nas faixas, invadem as mesmas com sinal aberto para veículos.
  5. Motoristas continuam passando por trás de veículos que acionaram marcha ré.
  6. Motociclistas ultrapassam pela direita.
  7. Motociclistas estacionam em vagas de automóveis e vice-versa.
  8. Sem rodoviária, ônibus estacionam em fila dupla e emperram tráfego em vários horários
  9. O cúmulo do absurdo: comerciantes demarcam estacionamentos com caixas, cones e outros para guardar vagas especiais. Alguns utilizam calçadas e leito trafegável para extensão de seus estabelecimentos, notadamente os bares e similares.
COMPARTILHAR