Depois de solicitações e críticas de vereadores Detran autoriza serviços de sinalização em Barra de São Francisco

 

O Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES), autorizou, nesta terça-feira (03), serviços de sinalização viária vertical e horizontal em 12 municípios capixabas e entre eles o de Barra de São Francisco.  A Ordem de Serviço foi assinada pelo governador Renato Casagrande e pelo diretor geral do Detran|ES, Givaldo Vieira, durante cerimônia no Palácio Anchieta, em Vitória.

Recentemente a Câmara Municipal através de alguns parlamentares, fizeram críticas e sugestões para a sinalização no perímetro urbano da cidade, principalmente sobre algumas rotatórias e demarcações via “taxões”. Além disso, solicitou-se que as faixas para pedestres fossem revitalizadas e algumas implantadas em locais de grande fluxo de pedestres.

Para o governador Casagrande o trabalho de educação no trânsito é cada dia mais importante. Ele lembrou que o Detran passa hoje por um processo de modernização com a incorporação de diversas novas tecnologias. “Queremos evitar fraudes, agilizando o atendimento e diminuindo o custo para o Estado. É o nosso investimento em tecnologia a favor do capixaba. Hoje assinamos a Ordem de Serviço para sinalização que é importante para humanizar o trânsito e orientar os nossos motoristas. Um acidente de trânsito deixa sequelas por anos e um custo alto para o Estado”.

Givaldo Vieira salientou que a sinalização nos municípios é imprescindível para que as leis de trânsito sejam obedecidas pela população. O diretor geral do Detran-ES frisou ainda que a redução de acidentes nas cidades depende fundamentalmente da atitude de cada um no trânsito.

“Todos temos responsabilidade para que o trânsito seja mais gentil, do pedestre ao condutor. Pensando em conscientizar os moradores dos 12 municípios sobre atitudes corretas nas vias e para orientar sobre as mudanças feitas, nossa equipe de Educação de Trânsito realizará, após o término dos serviços, abordagens educativas em cada uma das cidades”.

Dentre as intervenções relacionadas à sinalização horizontal estão a demarcação de faixa elevada para travessia de pedestres; faixa de travessia de pedestres; marca de delimitação e controle de estacionamento; demarcação de vaga para pessoa portadora de deficiência e para idoso; além de outros dispositivos.

Já a sinalização vertical, compreende o pórtico e semipórtico na chegada dos municípios; placa indicativa turística; placas de regulamentação, dentre outros, conforme projeto aprovado por cada município.

A realização dos serviços tem o prazo de 60 dias a partir da data de publicação da Ordem de Serviço assinada. Caso necessário, serviços podem ser acrescentados no decorrer da implantação da sinalização em determinado município, desde que haja formalização de uma nova ordem de serviço complementar.

Os projetos de sinalização são revisados pelos engenheiros e técnicos do órgão, com base em estudos e levantamentos realizados em cada município, com a participação das prefeituras, autoridades, Polícia Militar e sociedade civil organizada, que podem opinar, em audiências públicas, sobre as principais necessidades do trânsito nas localidades. O investimento total é de R$ 3.089.802,96, com recursos provenientes de multas de trânsito, conforme determina o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

 

ASCOMCMBSF/Com informações do Detran-ES/Foto GazetadoNorte

COMPARTILHAR