11º Batalhão encerra a Operação Colheita no Norte do ES

A Operação Colheita, realizada entre os meses de maio e agosto nos municípios de Barra de São Francisco, Águia Branca, Água Doce do Norte, Ecoporanga e Mantenópolis, foi encerrada pelo 11º Batalhão, resultando na redução de índices de violência e criminalidade no campo.

Durante a colheita do café, os militares que compõem a Patrulha Rural garantiram a segurança e a tranquilidade necessária para que o homem do campo colhesse, armazenasse e distribuísse o produto que é de extrema relevância para a economia dos cinco municípios da circunscrição da Unidade.

No período, foram realizadas 1.082 operações policiais, com 784 abordagens a pessoas e veículos, que resultaram na recuperação de produtos de furto/roubo, na apreensão de armas de fogo e drogas ilícitas, bem como na prisão de 23 infratores da lei.

Também foram realizadas 1.233 visitas comunitárias tranquilizadoras às propriedades rurais, secadores, escolas, igrejas e estabelecimentos comerciais, com a distribuição de cartilhas com dicas de segurança, além do cadastro de 498 proprietários e trabalhadores rurais, que contribuíram para repelir a fixação de criminosos.

O empenho dos policiais militares, associado ao planejamento desenvolvido pelo Estado-Maior da Unidade e comandos locais, concorreram para que a Operação Colheita de 2019 alcançasse um dos menores índices de violência e criminalidade no campo dos últimos anos, com a redução de 15% nos homicídios e 25% nos crimes contra o patrimônio, zelando pela segurança de mais de 40.000 pessoas, aproximadamente 39% da população da área do 11º Batalhão.

Como forma de reconhecimento, o comandante do 11º BPM, tenente-coronel Rômulo Souza Dias, ofertou nesta quinta-feira (29), um café da manhã aos 22 policiais militares que trabalharam durante a colheita da safra cafeeira em todo o perímetro rural dos municípios. “Parabenizo pela conduta, compromisso, dedicação e postura frente à árdua e desafiadora missão de preservar a ordem e transmitir sensação de segurança à população que habita a zona rural, o que certamente os tornam exemplos a serem seguidos pelos seus colegas de farda”, discursou o comandante.

COMPARTILHAR