Vereador Paulinho defende que procedimentos para curativos em pacientes devem serem em suas residências

O vereador Paulo Roberto dos Reis – Paulinho do Hospital, ocupou a tribuna na última sessão legislativa da Câmara Municipal, para lamentar que tenha ficado triste por ter sido procurado por várias pessoas, que teriam ido à unidade de saúde da sua localidade, querendo material para fazer curativos nos seus parentes acamados.

Ele enumerou que pai, mãe, avós e outras pessoas que estão acamadas em suas casa, deveriam serem cuidadas onde residem pois levá-los até uma unidade de saúde e muito difícil, incorre em gastos, já que não tem ambulância para buscar pacientes em casa para realizarem tais procedimentos.

Paulinho garantiu que a maioria não tem dinheiro para pagar um taxi e foram surpreendidos com respostas do tipo: “não podemos buscar muito menos liberar material”. Indignado, o vereador que trabalha no hospital Dr. Alceu Melgaço, destacou que “a saúde é um dever do município ou não?. Acredito que ajudar um idoso que esta acamado também faz parte da prestação de uma assistência social”, justificou.

Paulinho do Hospital que é constantemente procurado pelas pessoas, tanto na Câmara Municipal como no Hospital onde trabalha, afirma que aquele que pessoas que foram operadas e necessitam de curativos precisam manter os locais provenientes de cirurgia, com curativos trocados para evitarem infecções e agravamento do estado de saúde desses pacientes.

“Segundo informações, isto já vem acontecendo desde o secretário municipal anterior. Outro agravante são os profissionais dos consultórios odontológicos estarem parados por falta de material. Eles não tem nada nem para extrair um dente. Onde está 15% que devem ser aplicados no setor da saúde “, questionou.

COMPARTILHAR