Trabalhadores vão receber correção da cota do PIS a partir de 22 de julho

Crédito será feito primeiro para correntistas da Caixa. Saques para não-cliente está liberado no dia 25

Por Larissa Esposito*

A Caixa Econômica é a gestora de recursos do Fundo de Garantia e faz os pagamentos do abono do PIS. O Pasep é liberado pelo Banco do Brasil

A Caixa Econômica é a gestora de recursos do Fundo de Garantia e faz os pagamentos do abono do PIS. O Pasep é liberado pelo Banco do Brasil – agência brasil

Rio – Os trabalhadores da iniciativa privada nascidos em julho e correntistas da Caixa Econômica Federal e servidores públicos clientes do Banco do Brasil, com fim de matrícula 0, receberão a correção da cota do PIS/Pasep no próximo dia 22. O crédito será feito em conta, três dias úteis antes do início do calendário oficial de pagamento.

Pasep – Arte/O Dia

Pis – Arte/O Dia

No caso dos beneficiários não correntistas dos bancos, poderão sacar o rendimento a partir de 25 de julho nas agências das respectivas instituições financeiras. Os valores tiveram reajuste de 4,917% sobre os saldos das contas dos participantes. O crédito da correção ocorreu ontem.

Mas apenas 3,6% da correção poderá ser retirada, referente a juros e resultado líquido adicional. Não houve explicação do governo para o motivo da restrição.

Empregados privados devem sacar o rendimento do PIS nas agências da Caixa. Já o Pasep é direcionado para funcionários públicos, que deve ser retirado no BB. Para todos os segmentos, a data limite de retirada é 30 de junho de 2020. Tem direito ao fundo quem trabalhou com carteira assinada entre 1971 e 1988 e que não retirou os recursos.

Procurada pelo O DIA, a Caixa confirmou, em nota “que as rotinas operacionais e sistêmicas para a distribuição de reservas e atualizações sobre o saldo de cotas existentes na data base de 30/06/19 serão realizadas no período de 01 a 21/07/19, sendo disponibilizadas aos cotistas a partir de 25/07/19, conforme calendário divulgado pela Resolução 3 do Conselho Diretor do Fundo PIS-Pasep, de 25 de junho de 2019”.

ABONO SALARIAL

As cotas do programa PIS/Pasep e o abono salarial são independentes e o saque de um benefício não interfere no outro. O prazo para o pagamento do abono terminou na última sexta-feira.

Quem não sacou o benefício perdeu o direito ao valor de até R$ 998. No caso das cotas, os rendimentos ficam disponíveis para posteriores saques.

Quem tem direito a sacar?
Tem direito ao saque dos rendimentos do programa PIS/Pasep todos os trabalhadores e servidores públicos cadastrados no programa até a data de 4 de outubro de 1988. Participantes das distribuições de cotas referentes ao período de 1971 a 1989, e que ainda não tenham sacado os saldos correspondentes às suas partes.
COMPARTILHAR