Nova fábrica de cerveja em Colatina (ES) pode ampliar linha de produção em Barra de São Francisco

FABRICA DE CERVEJA EM COLATINA cervejas da Katriny Malt's

Investimento da baiana Katriny Malt’s será em Colatina, com previsão de operação a partir de dezembro e empregos em cargos diversos. A iniciativa leva concorrentes a se instalarem na região noroeste nos próximos anos, inclusive em Barra de São Francisco

A nova fábrica de cervejas da Katriny Malt’s — original da Bahia — vai criar até 300 vagas de emprego para moradores de Colatina. A inauguração está prevista para dezembro deste ano. Do mesmo setor, uma empresa concorrente, estuda a possibilidade de investir em projeto semelhante em uma cidade do Noroeste do Estado. Neste caso, a cidade de Barra de São Francisco, que está inserida na região da Sudene, poderia abrigar o empreendimento, mas para isso depende de encontrar uma área adequada.

Em Colatina de acordo com o gerente comercial da Katriny, Alexandre Toniato, serão oportunidades para diversas áreas, que vão desde o setor administrativo à gerência. “Toda a mão de obra será local”. Toniato explicou que, indiretamente, até 600 vagas poderão ser criadas, distribuídas em polos que serão movimentados pelo empreendimento, como setores de embalagem, frete e mecânica. “O município num todo será beneficiado”.

No caso de Barra de São Francisco, a qualidade da água a ser utilizada dependeria muito da composição da bebida e segundo informações de uma autoridade política, que estaria intermediando o investimento, a possibilidade de uma unidade de confecção de cervejas artesanais e outra de grande porte, busca área rica em abundância de água de ph estável e de região serrana. Estudos preliminares teriam ocorrido no município e a região mais adequada seria a da localidade do Rio do Campo.

Enquanto isso, a primeira fase do projeto de instalação da Katriny no Estado visa à criação de um centro de distribuição em Colatina. Serão 12 distribuidoras responsáveis pelo fornecimento para o sul da Bahia, parte de São Paulo, leste de Minas Gerais, além do Rio de Janeiro.

Já a fábrica de cervejas será implantada na segunda etapa. A princípio, serão produzidas cervejas pilsen premium e puro malte, em garrafas de tamanhos pequeno, médio e grande.

“Posteriormente, passaremos a produzir latas. São produtos de excelente qualidade, e nossa meta é distribuir diretamente ao público, por isso os consumidores podem esperar um preço competitivo”.

Toniato aposta no crescimento das cervejarias no Estado, por isso Colatina foi escolhida para sediar a primeira fábrica de cervejas da marca, que produz sucos, isotônicos e refrigerantes.

“Temos uma expectativa muito boa nesse sentido. Além disso, o setor de bebidas e alimentos está sempre em crescimento. O que o público pede são produtos de qualidade e bons preços”.

COMPARTILHAR