Brasil tem 10 274 casos de sarampo e pode perder certificado de eliminação

 

Quadros isolados também foram anotados em São Paulo (3), Rio de Janeiro (19), Rio Grande do Sul (45), Rondônia (2), Bahia (2), Pernambuco (4), Pará (61) e Sergipe (4), além do Distrito Federal (1). Foram registrados ainda 12 mortes por sarampo: quatro em Roraima, seis no Amazonas e duas no Pará.

Os surtos, segundo o Ministério da Saúde, estão relacionados à importação, já que o genótipo do vírus que circula no Brasil é o mesmo da Venezuela. Esse país sofre pra valer com a enfermidade desde 2017.

Mas vale um recado: por meio de nota, o ministério informou que a explosão recente de casos confirmados no Amazonas é resultado de uma força-tarefa realizada no final de 2018 em Manaus, quando mais de 7 mil pessoas que estavam em investigação foram avaliadas pelos profissionais. Ou seja, muitas dessas infecções ocorreram meses antes.

“Nas últimas semanas, houve diminuição na notificação de casos novos no Amazonas e em Roraima. No Amazonas, a concentração se deu nos meses de julho e agosto. Em Roraima, o pico da doença ocorreu entre fevereiro e março de 2018. Em ambos os estados, no momento, a curva de novos casos é decrescente”, disse o Ministério da Saúde.

COMPARTILHAR