MULHER PASSA MAL E DÁ À LUZ GÊMEOS EM CHÃO DE LOJA EM LINHARES

fasfas

A dona da loja teve que ajudar no parto: “Estou trêmula até agora”. Não consigo nem descrever. Até agora estou meio trêmula

Linhares – Esta sexta-feira (01) vai ficar marcada na vida da proprietária de uma loja de materiais de construção em Linhares, na região Norte do Espírito Santo. Ela acolheu uma grávida que estava passando mal e acabou ajudando no parto de bebês gêmeos. Tudo isso no chão da própria loja.“É uma coisa incrível. É emocionante. Não consigo nem descrever. Até agora estou meio trêmula”, afirma Solange Scaldaferro. Ela tinha acabado de chegar para abrir a loja, após deixar a filha na escola, quando se deparou com uma moça na porta.

 

“Ela perguntou se eu podia ajudar, disse que estava passando mal”, contou. A mulher, que carregava nos braços uma criança de cerca de dois anos, afirmou que estava grávida. No entanto, ela não sabia ao certo quanto tempo de gestação, pois morava na área rural e não tinha feito acompanhamento.

Solange a colocou sentada em uma cadeira e, pouco tempo depois, a mulher entrou em trabalho de parto. “Foi tudo muito rápido. Da hora que ela entrou até ter os bebês foram 20 minutos. Mas pareceu muito mais”, relatou a empresária.

Ao perceber que não havia tempo de ir para o hospital, Solange correu em casa, que fica em cima da loja, pegou um lençol e travesseiros. Ao deitar a mãe no chão, veio o primeiro bebê. “Eu peguei o primeiro. Nunca tinha feito isso na vida. Não sabia se puxava, fiquei com medo de fazer mal ao bebê. Graças a Deus saiu muito fácil”, lembra.

No entanto, poucos segundos depois a mãe começou a sentir dores novamente e falou: “Tem outro!”. O Corpo de Bombeiros já havia sido acionado pela mãe de Solange e chegou a tempo de fazer o parto da segunda criança.

Os dois bebês, que são meninos, foram levados com a mãe para o Hospital Rio Doce. Eles nasceram com 900 gramas cada um e estão bem, segundo Solange, que visitou os três no hospital nesta sexta-feira (1º). Foto ilustrativa com informações de A Gazeta.

COMPARTILHAR