Real Noroeste vira contra o Atlético em goleada espetacular

Parecia que o jogo estava nas mãos do Atlético Itapemirim. Os 2 a 0 construídos até os 15 minutos do segundo tempo. Mas o Galo da Vila vacilou e o Real Noroeste ressurgiu das cinzas para virar para 4 a 2 um jogo que parecia perdido, no estádio José Olímpio da Rocha, em Águia Branca.

Com o resultado, o Real pulou para terceira colocação, com 4 pontos. Já o Atlético-ES amarga a lanterna do hexagonal semifinal com apenas 1 ponto. O Galo da Vila começou frenético.

Antes dos dez minutos a equipe de Itapemirim já estava vencendo. Rodrigo Pardal aproveitou a falha da zaga do Real e abriu o placar. Já o Real parecia nervoso em campo, errando passes e fazendo lances bisonhos. Aos 36 minutos, Paulo Maranhão recuou a bola para o goleiro Harrison.

Sem nenhuma intimidade com a redonda, ele se atrapalhou todo com a bola e foi obrigado a ceder o escanteio. Ronaldo Kalu tentou driblar Valker, perdeu a bola e é obrigado a cometer uma falta boba. Por sorte do Real Noroeste, o lance não deu em nada.

Com a chegada do segundo tempo começou, não deu nem tempo para o Real Noroeste se aquecer em campo. Com apenas 30 segundos de jogo, O meia Tiaguinho lançou o atacante Rodrigo Pardal na direita. Ele encarou a marcação e cruzou para Eraldo que completou para o gol ampliando o placar para o Atlético-ES.

A reação, entretanto, começou aos 15 minutos. Primeiro com Ronaldo Kalu, completando cobrança de escanteio. Treze minutos depois, o lateral Ferrugem cobrou falta e a bola ficou na barreira e a bola. No rebote, o Júnior Fuskinha emendou uma bomba de fora da área e marcou um golaço de bate na barreira. Era o empate do Real.

O Galo sentiu o golpe enquanto o Real Noroeste partiu para cima em busca da virada. E ela veio aos 39 minutos, depois de Daniel derrubar Mateus na área. Pênalti o meia Marcinho não desperdiçou.

Grogue, o Galo acabou entregando os pontos e dois minutos depois ainda marcou mais um. Mateus cobrou escanteio e Wanderson marcou de cabeça, fechando o caixão do Atlético-ES.

 

Fonte: Gazeta Online

COMPARTILHAR