Com apoio do Ministério da Integração Nacional, Mantena inicia Mapeamento de Riscos e Desastres

Teve início na manhã desta terça-feira, 5 de agosto, o programa de Mapeamento de Riscos e Desastres em Mantena, um amplo e profundo projeto que vai dotar a Administração Municipal de todas as informações relativas ao tema, a partir da pesquisa e análise feita por um corpo de profissionais extremamente habilitados, escolhidos em processo de licitação pelo Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (CENAD), da Secretaria Nacional de Defesa Civil ,do Ministério da Integração Nacional Governo Federal.

Nesta primeira fase o processo será comandado pelo geógrafo e coordenador de cadastros da GeoEnvi Geologia e Meio Ambiente, Getúlio Silva Filho, a fim de realizar um levantamento de dados e análise da vulnerabilidade a desastres naturais em todo o município, para a elaboração de mapas de risco e apresentação de proposta de intervenção para prevenção de desastres.

O trabalho, a ser realizado por sete profissionais irá complementar o realizado pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) que já esteve presente no município e identificou as áreas de risco de deslizamentos e inundações.

Segundo Getúlio, o serviço será desenvolvido em três etapas, envolvendo o cadastramento de todas as casas do município e identificando aquelas que estão, ou não, em situação de risco; a elaboração de um projeto com propostas de intervenção realizado por geólogos e, por fim, a confecção de um mapa de susceptibilidades e previsão de riscos que será de grande valia para a Administração, tanto atual como futuras, na realização de serviços e melhorias que previnam possíveis desastres que venham a acontecer.

“Nas visitas às residências entregaremos aos moradores um folder explicativo sobre todo o trabalho que estaremos desenvolvendo”, completa.

A expectativa é de que a etapa leve cerca de um mês para ser concluída e será acompanhado por profissionais do Conselho Municipal de Defesa Civil de Mantena (COMDEC).

COMPARTILHAR